Investir na internacionalização amplia a oportunidade de negócios


Categoria Economia
Publicado em 12/06/2019




O processo de internacionalização das empresas catarinenses é visto pela Federação da Indústria de Santa Catarina (Fiesc) como uma importante estratégia de aumento e manutenção da competitividade. A presidente da Câmara de Comércio Exterior da Federação, Maria Tereza Bustamante, está percorrendo o estado, levando informações com vistas no fortalecimento do processo de internacionalização, desenvolvido pela entidade. Em Lages, o encontro ocorreu na segunda-feira (10), no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).


As reuniões buscam esclarecer para o pequeno e médio empresário o que de fato é a internacionalização. “Estamos mostrando, por meio de um diálogo empresarial, que a internacionalização é um passo que as empresas tem que dar para adquirir mais competitividade e estarem preparadas para enfrentarem a concorrência externa no mercado brasileiro”.


Muitas empresas, pequenas e médias, ainda não têm conhecimento de que ao vender no mercado nacional os produtos, como matérias-primas, produtos intermediários e acabados, eles também são exportadores indiretos. “Quando uma empresa fornece para outra que exporta, pode usufruir de uma série de benefícios fiscais que estão previstos na legislação brasileira. Esse incentivo ajuda a diminuir custos, melhora precificação dos produtos e, por consequência, torna a empresa mais competitiva”.


Durante os eventos, os empresários participam de um diagnóstico que avalia a maturidade da empresa em relação ao comércio exterior. A partir dessa avaliação, será possível traçar estratégias para implantar um plano de ação efetivo para a internacionalização das empresas.


“Existem muitos programas de capacitação voltados à internacionalização. Contamos ainda com a parceria de diversas entidades e instituições, como Sebrae, universidades e órgãos do governo, que estão trabalhando para a formação de um plano de exportação”.


Atualmente, é baixa a participação da pequena e média empresa no comércio exterior. O vice-presidente da Fiesc para a Serra Catarinense, Israel Marcon, empresário do ramo madeireiro, exporta há mais de 17 anos. Mesmo com esse tempo de experiência, diz que, muitas vezes, o desconhecimento das especificações exigidas pelos diferentes mercados estrangeiros torna-se um problema na operação.


“É necessário voltarmos nosso olhar para o mercado internacional. Buscar informação e se preparar para acessar novos mercados, descobrir novos nichos de produtos, garantido maior competitividade e, até mesmo, a sobrevivência das empresas”.

Fonte:



Links Patrocinados




Previsão do Tempo


Hoje em Lages, SC:



MÁX: 18°C  MIN: 10°C
veja a previsão completa